Um lugar para ser feliz



Categoria: Poesias
Publicado em 20/09/2006 15h00

Um lugar para ser feliz

Ivone Martins Moraes

Concurso de Poesias do CTG Estância Gaúcha do Planalto - 2006

 

 

Nos primórdios de Brasília,
capital ainda criança,
um punhado de gaúchos
cavalgando uma esperança,
inspirados por um sonho,
saudosos do seu rincão,
campeavam uma invernada,
um bom pedaço de chão,
onde queriam erguer
uma estância pampeana,
autêntica e soberana.

 

Haveria um recanto,
em meio aos  mil encantos
desta nova capital,
onde os gaúchos desgarrados
se encontrassem irmanados
por um único ideal.

 

Ala pucha!
E não é que conseguiram,
graças à boa vontade,
dedicação e trabalho,
entre tropeços, trampaços,
sem se arriscar por atalhos,
fizeram de verdade
do sonho realidade.


Hoje quando contemplados
este lugar abençoado,
duramente conquistado,
batalha bem aguerrida,
com alma e coração,
muita gente ainda duvida
que seja verdade ou não.

 

Como índio bom não  se entrega,
mesmo na maior refrega,
a gauchada seguia,
quanto mais dificuldade
mais valentia...


Ainda hoje pelejam
os guapos,
na contramão das correntes,
preparando os pias ,
agregados, descendentes,
para não deixar morrer
os sonhos dos pioneiros,
gaúchos verdadeiros

 

Porque essa raça é de lei,
é leal.
não trai os amigos,
encara com garra e de frente
qualquer perigo.


Gaúcho se destaca
pelas boas qualidades,
honra, coragem,  lealdade.
Há  que manter acesa a chama;
pois aquilo que se ama
não se maltrata.
Por mais forte que soprem
ventos contrários,
é de nossa tradição
resistir para manter firmes
as estruturas,
exemplo que legaremos
para as gerações futuras.

 

Por estes fatos, gaúcho amigo,
quando a tristeza te pegar de assalto,
vem para a Estância Gaúcha do Planalto,
aqui neste sagrado chão,
peia amigo, toma um mate,
proseia e estende a mão.
Sempre acontece
algum debate,
mas prevalece
a união.

 

Vem bailar o som da milonga,
vai te contagiar,
aceita um trago
que o vinho é bom
e o gaiteiro não perde o tom.

 

Se aqui bateres com os costados
dá cá um abraço bem apertado,
nosso churrasco tem mais sabor,
versos antigos falam de amor.
Nós te daremos boa acolhida,
a nossa dança
comemora a vida
e encontrarás
gaudérios vindos
de outros estados,
aquerenciados,
mateando juntos,
pilchados ou não,
dançando de acordo com a tradição.

 

Junto a este povo alegre e festeiro ,
jamais te sentirás forasteiro.
Sem muito luxo,
logo no mas,
te sentirás
como um autêntico gaúcho.